segunda-feira, agosto 08, 2011


...Senhor!
Deste-me a palavra por semente de luz.
Auxilia-me a cultivá-la.
Não me permitas envolvê-la na sombra que projeto.
Ensina-me a lembrar o que deve ser dito e a lavar da
memória tudo aquilo que a tua bondade espera se
lance no esquecimento.
Onde a irritação me procure,induze-me ao silêncio,e,
onde lavre o incêndio da incompreensão ou do ódio,
dá que eu pronuncie a frase calmante que possa
apagar o fogo da ira.
Em qualquer conversação inspira-me o conceito
certo que se ajuste à edificação do bem,no momento
exato,e faze-me vigilante para que o mal não me use,
em louvor da perturbação.
Não me deixes emudecer,diante da verdade,mas conserva-me
em tua prudência,a fim de que eu saiba dosar a verdade em
amor,para que a compaixão e a esperança não esmoreçam
junto a mim.
Traze-me o coração ao raciocínio,sincero sem aspereza,
brando sem preguiça,fraterno sem exigência.

(Meimei)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anjo, deixe seu comentário..será lido com todo carinho!!!
Obrigada pela sua visitinha, seja bem vinda (o) todas as vezes que retornar!
Beijos na alma! ; )